Logan Filmão da Porra


O filme Logan chegou aos cinemas e vem conquistando cada vez maior público, nós do Blog assistimos na pré estreia, e durante esses dias eu ainda não sabia como falar dele, pois, ele é ímpar.
É o último filme de Hugh Jackman interpretando o Wolverine, e não se podia fechar de melhor forma, tenho certeza que nessas alturas já ouviu que o filme é sensacional e realmente é, então vou deixar minha impressão aqui.


 O longa traz o conflito do envelhecimento, aquilo que somos durante boa parte de nossa vida e aquilo que nos tornamos com o passar dos anos, num futuro onde não existem mais mutantes, temos Wolverine que acaba se transformando exatamente no que nunca foi, ele é como um filho cuidadoso para o Professor X, e posteriormente como um pai para a X-23.
A Fox acertou a mão no tom do filme, afinal ele é um personagem que não conhece sua origem, nem mesmo seu sobrenome, ele é apenas o Logan, ou seja, durante toda sua existência lembrada, ele foi um guerreiro chamado Wolverine, que não conhece grandes laços afetivos e que muitas vezes feriu as pessoas próximas, e o fato de se ter apenas o nome e nada mais indica que ele é apenas aquilo que sobrou, apenas aquele velho Logan.



É parecido com o Velho Logan da HQ?

Não tem nada a mais do fato de ele estar envelhecendo e com a sua mutação enfraquecendo, o motivo da morte dos mutantes não é a mesma que na HQ, o tom (embora tenha bastante violência em ambas) não é o mesmo, é uma inspiração distante, mas isso não quer dizer que alguma das duas histórias são ruins, elas só não são parecidas.
Eu sinceramente acreditei que demoraria para ver ele mostrar as garras igual na HQ, e não acontece.
A motivação dele se afastar de tudo na HQ para mim é melhor que a do filme (mas a do filme é do caralho também), já a ideia de valores e transformações do personagem são melhores no filme.





Pontos Fortes

Ele te respeita do início ao fim, desde a primeira cena até a última, ele te explica as coisas em diálogos que não te "chamam de burro", a ambientação está muito boa, a fotografia do filme, o tom das cores, a "sujeira", as interpretações estão excepcionais, as coreografias das lutas estão muito boas, a violência está realmente a nível do Wolverine das HQ's, a Dafne Keen (X-23) é fantástica, mas o ponto mais alto do longa é sem dúvida as relações, a parte dramática está incrível, as cenas do Logan com o Professor X e com a Laura, são muito bonitas e muito bem construídas, houve muito carinho com o filme e principalmente com essas cenas.

Pontos Fracos

Sinceramente tem apenas uma coisa que achei ruim, é o fato dos Carniceiros (grupo de ciborgues) serem bem irrelevantes nas cenas, são importantes no roteiro do longa, mas na maior parte do filme não oferecem perigo, são os "bonecos de massa" do filme, existe outra coisa que quando aconteceu no filme (não vou estragar sua experiência) eu pensei que iam estragar o filme e sinceramente tinha uma chance altíssima de estragar, mas não o fez, e depois olhando com calma foi um puta recurso de linguagem.

Vale a pena?

Esse é um dos filmes dos últimos tempos que mais vale a pena de se ver, principalmente se pensarmos em filmes de heróis.
Ele é realista, mostra muito bem uma pessoa no fim da vida, cansado de quem ele foi, depressivo, num tom não caricato.
O mais sensacional é o fato que durante o filme a batalha mais importante é ele Logan enfrentando quem foi, uma batalha interna constante que é muito bem resolvida no filme.
Existem filmes dramas tão bons e melhores que esse, mas sem dúvida é um marco, principalmente por pegar um dos personagens que é na maioria das vezes lembrado pela sua bestialidade e violência, e entregar um filme tão introspectivo, se for pensar no gênero drama ele fica 4/5, agora se pensarmos em filmes de heróis, sem dúvida ele fica 5/5 ao lado de Cavaleiro das Trevas.
Se ainda não viu Logan, não perca a experiência de ver no cinema, e bom filme!

E você o que achou do Logan? deixe seus comentários para conversarmos sobre ele.
Compartilhar no Google Plus
    Comentarios
    Blogger Comment

0 comentários :

Postar um comentário